segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Sugestão Salve o Rio da Madre

Sugestão Salve o Rio da Madre

Como era em 1952 foi a barragem no Rio Tubarão para o escoamento do fluxo de água para o Rio Seco da Madre.

Posteriormente a enchente foi dragado o Rio Tubarão e retirado a barragem sendo substituída Bomba de Recalque, a qual gera muito custo público de manutenção.

A sugestão então seria a construção de uma barragem avançando rio adentro. A sugestão deve ser avaliada por um engenheiro técnico ou pelo Comitê da Bacia do Rio Tubarão e Complexo Lagunar.



Os interessados podem opinar.


www.salveoriodamadre.blogspot.com

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Recuperação de pontes do Rio Seco da Madre


A obras de recuperação das pontos do Rio Seco da Madre iniciaram.

Veja a matéria abaixo publicada no jornal Notisul de 14/09/2013.



www.salveoriodamadre.blogspot.com

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Palavras do Vereador Edson Firmino sobre o Rio Seco da Madre

Palavras do Vereador Edson Firmino sobre o Rio Seco da Madre 
Data: 19 de Agosto de 2013.
Rio SECO (Rio da Madre ou Rio Morto) e Desassoreamento do Rio Tubarão 
Na sessão de hoje a noite o VEREADOR EDSON FIRMINO fez indicação ao Governo que possa incluir no projeto de desassoreamento do Rio Tubarão o Rio Seco (também chamado de Rio da Madre ou Rio Morto). Se for incluído o Rio Seco com certeza toda a população tubaronense vai ganhar em muito com estas obras. É a melhor hora de se conseguir os recursos necessários para melhorar a condição tão esperada do Rio Seco, senão for agora quando teremos outra oportunidade para tal obra? questiona o vereador. É hora de unirmos força para ampliar este projeto e atender mais de 20 mil pessoas que moram nas proximidades do rio. O vereador está fazendo a solicitação ao Deputado Federal Edson Bez de Oliveira. Qual sua opinião a respeito?
Ajude Tubarão compartilhando até que isso sensibilize as autoridades competentes

www.salveoriodamadre.blogspot.com

sábado, 18 de maio de 2013

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Direito de resposta ao Sr.Maicon dos Reis Soares



Direito de resposta ao Sr.Maicon dos Reis Soares:

Sr. Maicon, ninguém aqui está falando de degradação ambiental por intermédio de algum fator que não seja natural devido a alteração das condições físicas da região, estamos sim solicitando, como ficou bem claro na matéria, a intervenção dos meios competentes.

Nota-se claramente na matéria nossa preocupação com as palavras, como pode-se ver no nosso comentário:

“Nosso trabalho é de identificação visual, não temos conhecimento técnico. Por isso, iremos apresentar o resultado com a intenção de conseguir ajuda de pessoas que possam nos auxiliar com provas técnicas”, enfatiza.


Ao mesmo tempo em que o Sr. tem sua resposta técnica, a qual respeitamos em muito, temos também pessoas interessadas em outras versões e teorias.

Não precisamos nos promover, nem temos motivos para tal, pois o que fazemos é um trabalho voluntário e nunca utilizamos tal para se obter benefícios pessoais.

Podemos marcar um fórum com todos os envolvidos para uma discussão e chegada a um parecer comum. Nossa única preocupação é com o futuro da região.

Certo de sua compreensão.

Leonildo da Silva

Responsável Projeto Salve o Rio da Madre.


www.salveoriodamadre.blogspot.com

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Expedição Lagoa da Manteiga - Vídeo completo





Objetivo – observar o comportamento da planta Taboa, característica da região de lagoas da região Sul de SC.

Trajeto - Clique para ampliar
No trajeto de 40 km percorridos a barco com 1 navegador e 2 tripulantes entre as 09h15 até as 16h00 do dia 27 de julho de 2012.
As lagoas e rios percorridos tem a presença de água doce e salgada decorrente das ligações com o Mar, são elas, Barra da Laguna a norte e Barra do Camacho a Sul.
Além disso existe entrada de grande volume de água doce oriunda do Rio Tubarão ,Rio da Madre e Rio Congonhas.

A 1ª parte – Lagoa de Santa Marta com extensão de ~3 km
A Taboa aqui se apresenta em quantidade reduzida em relação as demais lagoas do trajeto, porém , com brotação dentro da conformidade com coloração entre verde e amarelado.
2ª parte – Rio do Corredor
A Taboa se encontra com brotação em grande quantidade, sendo assim até o mês de Dezembro a quantidade tem tendência de aumento tornando de difícil acesso ao Rio Mirim.
3ª parte – Rio Mirim
Acessando o Rio Mirim, a presença de mata ciliar já é constante juntamente com a Taboa que apresenta a mesma tonalidade das regiões já percorridas e também apresentavam brotação. Nota-se a presença das Aves da região como a Garça, Gavião,Frango D’água e pequenos pássaros.
4ª parte – Canal da Madre e Rio Dragado
A presença de mata ciliar ainda é constante, mas notamos algum desmatamento.
5ª parte – Lagoa da Manteiga
A existência da Taboa é muita rara, houve uma degradação da planta nesta lagoa. Entre 2010 e 2012 nota-se a redução de cerca de 90%. Isso acarreta a redução de peixes devido a dificuldades de locais para desova. Os demais animais como Lontra, Ratão do Banhado e Capivara também são prejudicados pois os habitats de defesa foram reduzidos. A pesca na Lagoa foi reduzida conforme depoimentos de alguns pescadores da região.
6ª parte – Rio Congonhas e Lagoa da Garopaba do Sul
Entre o Rio Congonhas e a ligação para Lagoa da Garopaba notamos também a quantidade da vegetação de Taboas em média quantidade com brotação visível.
7ª O trajeto final
O trajeto entre a Lagoa da Garopaba e Lagoa do Camacho foi feito mais próximo ao centro não sendo possível a visualização da vegetação costeira. Após a entrada na região da Gamboa, percorremos mais alguns KM até a chegada na Lagoa de Santa Marta, ponto de partida!






Taboa na Lagoa da Manteiga em 2011















Taboa na Lagoa da Manteiga em 2012





Conclusão: Solicitar análise técnica dos órgãos competentes do porque a vegetação conhecida como Taboa está sendo extinta na Lagoa da Manteiga, diferente dos rios e demais lagoas da região onde a planta apresenta característica de brotação.

www.salveoriodamadre.blogspot.com